Arquivo de setembro de 2015
mkt-conteudo-726x408   O Marketing feito, por fazer não comove mais o público e fazem as empresas gastarem e receberam cada vez menos.   O Inbound Marketing, nada mais é do que uma abordagem muito mais precisa e eficaz de conquistar clientes no ambiente digital. O conceito tem como base o relacionamento com s pessoas e uma particularidade, fornecer algo de valor, antes de vender.   Ao contrário do modelo de marketing tradicional, que faz uso de estratégias para aumentar as vendas a qualquer custo e de qualquer forma e que pouco procuram fazer com que as pessoas se envolvam com uma marca, aqui o apelo é justamente ao contrário, envolver a pessoa e mostrar a utilidade, utilizando o lado emocional do ser humano.   A ideia básica é fidelizar o público que conhece a marca e relacionar com ele, antes de iniciar um processo de venda. Os empresários brasileiros precisam entender que do outro lado do computador, existem pessoas e estas pessoas possuem vontades, medos, ansiedade, dores e muitas dúvidas.   É provável que a sua empresa seja uma das que ainda não se renderam a esse novo marketing. É provável também que o retorno mais a longo prazo que ações de Inbound trazem justifique o receio que muita gente tem de investir nisso criando uma objeção.   Só que sem trabalho, não há resultado e sem relacionamento no futuro não haverá venda, muitas empresas buscam por um retorno imediato, esse é o principal problema do empresário brasileiro que não consegue realizar um planejamento a médio e longo prazo.   Aumentar as Vendas, fazendo sempre a mesma coisa, com certeza não irá levar a empresa a lugar nenhum, um anúncio num jornal, numa revista, em um outdoor ou um comercial de TV, por exemplo, ainda têm força e considerável importância, mas que garantia mais concreta que você têm de que apenas eles serão capazes de aumentar as suas vendas?  Como saber quem está lendo, consumindo este anúncio?   O ideal é reavaliar as estratégias da sua empresa e constatar que vale realmente a pena abrir o leque, isto é, pensar em novas formas de se apresentar ao público, criar uma estratégia a médio prazo e entender que o relacionamento é o Marketing do Presente e futuro.
Os sites que não possuem a tecnologia responsiva não são mais enxergados pelo Google na internet.   Basta pensar que nos dias de hoje as pessoas usam muito o celular para pesquisas na internet, logo é necessário que os sites “caibam” nesse formato, sejam atraentes e de fácil navegação. É por isso que o Google decidiu “obrigar” os sites a melhorarem ou as empresas começam a deixar de aparecer nas buscas.   Dessa forma os usuários ficam satisfeitos com uma navegação mais simplificada e o Google mantém sua posição de buscar sempre a qualidade. Então, se você possui um site e ainda não possui versão mobile é bom adaptá-lo bem depressa.   Afinal, a era da tecnologia é dinâmica, e as melhorias constantes são necessárias para manter-se à frente do mercado, quando se trata das novas tendências.   O Google está mudando seus algoritmos para fazer com que mais empresas criem sites mobile/resposivo por uma única grande razão. Mais pessoas estão usando o sistema de busca do Google em aparelhos mobile, e esses usuários esperam que a experiência seja tão boa quanto estão acostumados a ter no desktop. Se o sistema de busca leva a sites que não funcionam bem em mobile, isso significa que Google não é tão bom no mobile, afastando anunciantes e trazendo uma experiência ruim para os usuários.   Para você testar se o site é compatível, coloco aqui um endereço do próprio Google para realizar a verificação: https://www.google.com/webmasters/tools/mobile-friendly/   O mercado muda, as tendências aparecem muito rápido e o mercado de internet avança rapidamente com diversas mudanças, as empresas precisam estar atentar para não perder o fluxo e poder acompanhar os consumidores, clientes e usuários cada vez mais conectados.